LUSOPT.PT

Portuguese Chinese (Simplified) English French Greek Russian Spanish

PORTUGAL - 85% da divida portuguesa, deve-se à corrupção



Em Portugal há pouca gente a falar a verdade, e por isso, dizer verdades óbvias, já é ser revolucionário, tal é a ignorância do povo, nestas matérias.

Em suma… 

Paulo Morais ironiza que os políticos andam a contaminar a opinião pública com a falsa ideia de que “os portugueses são um bando de malucos, que andaram a comprar telemóveis e a gozar férias”, e que por esse “abuso”, terão de ser castigados, e esse castigo é a austeridade…

Já antes tinha aqui divulgado esta manipulação.

Infelizmente muitos portugueses aderiram em massa a este espírito de sacrifício. Aceitam muitos dos castigos, pois foram mentalizados, de que os merecem.

Mas Paulo Morais garante;

-Os portugueses não andaram a gastar acima das suas possibilidades 
-Os portugueses não devem ser castigados 
-Os portugueses não devem esperar que a austeridade seja a solução. 
-A crise foi provocada por décadas de corrupção e de roubos.

A austeridade será um “castigo” inútil, apenas aguentará o barco por mais uns anos. 

Serviu para forçar os portugueses a ficar mais pobres para sustentarem os corruptos e os ricos. Que são cada vez em maior número, roubam cada vez em maior quantidade e cada vez têm menos vergonha.

Os portugueses devem mentalizar-se que a crise tem apenas uma causa… a corrupção de que somos vitimas, há 20 e tal anos.

Neste outro video, Godfrey Bloom, com a mesma convicção, no Parlamento Europeu, divulga também os verdadeiros responsáveis pelas crises que assolam os países, corroborando assim a teoria de Paulo Morais.

A divida está dividida em divida pública e divida privada. 15% da divida poderá ser atribuída ao consumo dos portugueses, mas 85% da divida é certamente devido à corrupção.

A divida Pública foi gerada por que factores?

– Criaram albergues de boys que nascem por todo o lado, repleto de incompetentes, que gerem mal o dinheiro público e ainda têm que ser pagos.
– Criaram-se fundações, institutos, empresas municipais, observatórios, que albergammilhares e milhares de pessoas que  custam muito dinheiro. 
 – Depois temos a corrupção que tem sido um fartar de vilanagem e de roubos e  mais roubos, do dinheiro dos portugueses.

O caso da Expo 98, como é possível que um projecto que gerou milhões e mais milhões em mais valias, possa ter dado prejuízos?

Mas este foi apenas o primeiro escoador de dinheiro público. Seguiu-se a Ponte Vasco da Gama. E muitos outros projectos onde claramente se nota que houve corrupção e roubo. E é óbvio que tanta gente a roubar ao longo de tantos anos, inevitavelmente as contas tinham que chegar a este estado.

A divida privada é outro embuste, e nada teve a ver com os portugueses comprarem telemóveis e férias, como nos fazem crer, pois 70% da divida privada era imobiliária, ou seja compra da casa. Tudo pela especulação que os envolvidos criaram no sector imobiliário, mais uma vez de forma corrupta, como explica Paulo Morais no minuto 4,20. Chama-lhe mesmo “tríades de mafiosos”, compostas por promotores imobiliários, banqueiros e autarcas que em compadrio descarado actuaram em beneficio privado e contra os interesses nacionais.

E grande parte do empréstimo da TROIKA vai servir precisamente para tapar esta bolha imobiliária, que afecta os  bancos.

Outros exemplos de corrupção praticados todos os dias no parlamento, e que permitem que os dinheiros públicos sirvam interesses privados, é o caso do presidente da comissão parlamentar que controla o ministério do trabalho e a SS, deputado José Manuel Canavarro, é também esse mesmo senhor, que exerce o cargo de consultor do Montepio Geral, um banco que tem actividades na área da Segurança Social. Ou seja como deputado é ele que fiscaliza a legalidade e a quantidade da atribuição de subsídios e benesses, que atribui a ele mesmo, como consultor do Montepio. Isto é o que se passa com muitos deputados, e muitos sectores económicos e sociais. A sua função é claramente corrupção, mais que qualquer outra.

Este é apenas um exemplo, mas Paulo Morais já fez referencia a outros deputados nas mesmas circunstancias promiscuas.

Paulo Morais diz que não percebe como é que estas pessoas não têm vergonha.

Mostra-se ainda ofendido com o abuso que os políticos exibem ao optar por baixar salários na função pública para manter carros de luxo para amigos, políticos e boys. É como se o patrão deixasse os salários em atraso para ter dinheiro para os Ferraris. É uma postura abusiva e ridícula dos empresários dos anos 60, imperdoável.

Neste segundo video a opinião de um empresário… convicto e sem papas na língua, que corrobora as afirmações de Paulo  Morais.

“Portugal e Grécia faliram por corrupção do estado.” Afirma convicto… o interlocutor neste video.

Os portugueses de hoje já estão fartos de corrupção, eles querem acabar com a corrupção. Não se admite que não haja um único processo que tenha terminado com um politico corrupto na prisão.

“Nós temos um presidente da Republica que é economista e sabia perfeitamente que o BPN servia para lavar dinheiro.”

O interveniente afirma que é micro empresário desde os 22 anos, e que tem a mesma idade que Passos Coelho, “e nunca precisou do Relvas para meter cunhas para meter dinheiro na sua empresa.” 

Ninguém consegue imaginar a quantidade de buracos por onde se esgotam os sacrifícios dos contribuintes.

Ninguém consegue imaginar como a incompetência e má fé, dos sucessivos governos, pode destruir milhões e milhões dos nossos impostos.

Apenas porque ninguém foi capaz de mudar o que estava errado, de travar parasitismos, de rever despesas sem sentido… recentemente, fizeram-se alterações e cortes aos direitos dos trabalhadores penalizando aqueles que realmente trabalham, produzem e trabalharam décadas a fio… mas nenhuma cabecinha pensadora teve o discernimento de começar os cortes pelos parasitas, pelos que não produzem, pelos que recebem dinheiro do povo, sem qualquer retorno, pelos que descaradamente, pura e simplesmente, roubam.

Fonte: Tuga Press

comments

 


ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter

Receba todos os dias a nossa newsletter

Entregue por FeedBurner

Portuguese Chinese (Simplified) English French Greek Russian Spanish