LUSOPT.PT

Portuguese Chinese (Simplified) English French Greek Russian Spanish

Inspector inglês recusou investigar desaparecimento de Maddie por ser obrigado a ignorar pistas



Um detetive inglês revela que recusou chefiar a investigação do desaparecimento de Maddie porque a Scotland Yard lhe iria ordenar que investigasse apenas a hipótese de rapto, ignorando quaisquer outras pistas.

Colin Sutton conta, em entrevista à Sky News, que um colega da Polícia Metropolitana de Londres o aconselhou a sair da investigação quando a Scotland Yard se envolveu no processo, em 2010, cerca de três anos depois do desaparecimento da menina inglesa na Praia da Luz. O detetive explica que esta fonte lhe garantiu que a única tarefa que lhe iriam dar seria a de investigar a tese de rapto, ilibando os pais de qualquer responsabilidade no caso.

"Recebi uma chamada de um agente sénior que me disse que não era boa ideia conduzir essa investigação, com base no facto de que eu não seria feliz a conduzi-la se me estivesse a dizer onde ir e onde não ir, o que investigar e o que ignorar. A investigação da Scotland Yard ia ser muito focada num só aspeto, e esse foco era em afastar qualquer suspeita dos McCann e dos amigos que estavam com eles no Tapas", afirma o detetive. Colin Sutton sabe que os amigos dos McCann foram interrogados pela Polícia Judiciária, mas afirma que a investigação em Portugal sempre trabalhou com base na ideia de que Madeleine McCann tinha sido raptada.

O inglês critica a atuação "com foco demasiado estreito" das autoridades portuguesas e inglesas a adianta que outras hipóteses deveriam ser colocadas. "Se estas a rever uma investigação já feita, voltas a começar pelo início. Vês todas a provas novamente, voltas a ouvir todos os testemunhos, percorres tudo e analisas como tudo encaixa e como se compara", conclui o detetive inglês.

Fonte: Correio da Manhã


loading...


Siga-nos Pinterest




comments

 




ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter

Receba todos os dias a nossa newsletter

Entregue por FeedBurner

Online: 115409
Portuguese Chinese (Simplified) English French Greek Russian Spanish